Raspberry Pi / Linux – Como proteger a partição contra corrompimento de arquivos – converter de ext4 para ext3

Como evitar ainda mais o corrompimento de arquivos, além de desligar corretamente o sistema

Se o método de deixar a partição como somente leitura não se aplica ao caso, uma outra forma pode ajudar a proteger os dados.

Acontece que os novos sistemas de arquivos ext4 tem um recurso de ‘melhoria’ que na verdade pode prejudicar no caso do raspberry Pi que está sujeito a desligamentos inesperados (primcipalmente quando ainda está sendo desenvolvida a aplicação).

Esta ‘melhoria’ do ext4 que piora a condição é um modo de gravação ‘tardia‘ o que em vias práticas vai estar mais sujeito a corrompimento em caso de falta de alimentação.

Lembrando que o ext4 oferece várias melhorias  em relação ao ext3 e suporte a arquivos de grande volume (só até 1 exabyte!?) , caso seja usado o ext3 deve-se atentar a isso.

Acredito que a grande parte das aplicações, salvo as que são para uso de vídeos, são de manipulação de arquivos pequenos, o que justifica o uso do ext3 no RPI (Raspberry Pi), em busca de evitar o corrompimento.

Não que um corrompimento seja muito grave, se estiver sendo feito backups periódicos, mas o tempo de recuperação, intervenção manual etc, é um desperdício total.

Mas por mais que a melhor alternativa para esse caso seja a ext3, não é tão simples converter uma partição ext4 para ext3, ocorre que devido aos recursos extras do ext4, o mais simples a ser feito é formatar a partição em ext3, claro que sempre salvando os dados antes de qualquer alteração.

Depois de formatado o backup poderá ser restaurado e assim, basta alterar o arquivo /etc/fstab para montar a partição como ext3.

Vamos aos passos de como fazer para converter partição ext4 para ext3:

Nota: Para fazer as operações foi utilizado um computador com W7 e o Xubuntu instalado em uma maquina virtual do Virtualbox da Oracle.

A VM tem suporte direto a porta USB do Host (computador físico) e com isso pode acessar o cartão SD, como se o Xubuntu nem estivesse sendo executado virtualmente.

 

Os passos:

1- fazer backup de todo cartão SD com programa ‘USB Image Tool.exe’ em modo ‘device’

(com esse programa pode salvar e restaurar imagem do SD)

2- montar o cartão SD no Linux (testado no Xubunto em VM Virtualbox)

3- pelo console: criar uma pasta no Linux para backup dos dados (tem que ter espaço)
$sudo mkdir -p /home/user/RPI

4- monte a partição do SD a ser convertida
(usando a parte gráfica)

5- observe o nome da partição montada

6- pelo console: acesse a partição (o caminho pode variar de acordo com seu sistema)
$cd /media/user/nome_da_partição

(pode usar o comando df para ver as partições)
$sudo df -h

7- pelo console: estando dentro da partição, fazer backup dos dados da partição a ser convertida:
$sudo tar -c -z -v –recursion -p –file=/home/user/RPI/root.tar.gz *

8- ejetar o cartão SD do Linux, se não conseguir ejetar, reinicie o Linux

9- de volta ao Linux

10- insira novamente o SD no Linux

11- pelo console: instale o gparted
$sudo apt-get install gparted

12- executar o gparted como root
$sudo gparted

13- selecionar o cartão SD (cuidado se selecionar a partição errada vai apagar coisa errada)

14- selecionar a partição a ser convertida

15- se estiver montada, desmonte a partição

16- selecionar novamente a partição a ser convertida

17- formatar a partição (que era a ext4) a ser convertida para ext3

18- aplicar as alterações e fechar

19- ejetar novamente o SD

20- inserir novamente o SD (isso vai fazer reconhecer a partição em ext3)

21- note que o nome da partição que era ext4 mudou

22- restaurar os dados na partição:

23- montar a partição do SD (com a parte gráfica do Linux)

24- observar o nome da partição

25- pelo console: acessar a partição
$cd /media/user/nome_da_partição

(pode usar o comando df para ver as partições)
$sudo df -h

26- pelo console: descompactar os dados do backup
$sudo tar -zxvf /home/user/RPI/root.tar.gz

27- abrir o editor em modo root
$sudo mousepad

28- pelo editor: abrir o arquivo /etc/fstab do SD

29- editar a linha da partição de root
/dev/mmcblk0p2  /  ext4  defaults,noatime  0  1

30- mudar de ext4 para ext3
/dev/mmcblk0p2  /  ext3  defaults,noatime  0  1

também poderia declarar o nome da partição (sequencia alfanumérica) em vez da posição relativa
UUID={sequencia numérica do nome da partição}  /  ext3  defaults,noatime  0  1

31- salvar e fechar o editor

32- ejetar o SD

33- criar novamente um backup do SD inteiro com programa ‘USB Image Tool.exe’ em modo ‘device’
(assim poderá salvar a sua nova imagem com ext3)

34- pronto, agora só é inserir no RPI e fazer bom uso.

 

Segue a imagem 2014-01-07-wheezy-raspbian completa já em partição ext3.

Para instalar o sistema no cartão, deve seguir os passos normalmente, pode ver neste post como instalar.

 

Boa sorte!

 

Fontes:

Apresentação em Power Point Sobre ext3 e ext4:

http://www.linuxemais.com/daniella/lib/exe/fetch.php?media=disciplinas:lso:seminarios:g1:ext3_ext4.pptx

 

Backup recursivo de diretórios com tar:

http://www.vivaolinux.com.br/dica/Backup-recursivo-de-diretorios-com-o-tar

 

‘Como migrar partição ext4 para ext3, em ingles’:

http://duopetalflower.blogspot.com.br/2010/01/how-to-migrate-ext4-partitions-to-ext3.html

One Response to Raspberry Pi / Linux – Como proteger a partição contra corrompimento de arquivos – converter de ext4 para ext3

  1. Pingback: Raspberry Pi – Como proteger os arquivos para desligar sem corromper o cartão SD | Robson Eletronico

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: